Translate this blog

Pesquisar este blog

5.01.2009

Ambiente de Trabalho

Aprenda a se valorizar no ambiente de trabalho. Autoconfiança é o primeiro passo para o reconhecimento.

Todos os projetos são recusados e as idéias parecem passar longe do que os chefes desejam. Por mais que você se esforce, parece que nada agrada a liderança da área onde você trabalha. O sentimento de desvalorização acaba crescendo e, quando percebe, você já não rende mais nem metade do que poderia e o expediente passa a ter sabor amargo.

"A ansiedade é o primeiro sintoma da desvalorização. Você fica tenso, querendo mostrar ao grupo que possui algum valor ou utilidade e acaba pondo mais energia nisso do que no trabalho em si", afirma o psicoterapeuta e especialista do MinhaVida Chris Allmeida. "Sem mostrar essa utilidade, você teme ser excluído do grupo, o que significa demissão".

Em tempos de crise econômica, o medo de que o pior aconteça cresce ainda mais. Mas o especialista explica que essa ansiedade pode ser útil, desde que sejam tomadas atitudes que aumentem as chances de aceitação e valorização perante o grupo.

A vontade de alcançar o sucesso é muito importante e precisa ser incentivada. Mas ela não pode ser o foco, e sim o efeito de uma série de estratégias. Se você faz bem o seu trabalho, com empenho e dedicação, o sucesso certamente acontece. O problema, no entanto, está no reverso deste raciocínio. "A falta de reconhecimento gera desânimo. O desânimo faz com as tarefas sejam executadas de qualquer jeito e o nível de desvalorização só aumenta", afirma Chris.

Que valor eu tenho?
A nossa própria cobrança é a responsável por garantir a desvalorização dentro do ambiente de trabalho. Ficar exigindo demais de si mesmo é o gatilho para a maioria dos problemas. "A condenação aparece sempre que não conseguimos corresponder às expectativas dos outros. A ansiedade faz com que muita gente abra mão da própria natureza em nome do que outras pessoas pensam, criando uma roda de insatisfações", afirma o terapeuta Chris Allmeida.

Como superar o problema?
Aceitar os próprios limites é a primeira estratégia para vencer o sentimento de desvalorização. Se você reconhece onde estão seus pontos frágeis, certamente faz isso em oposição às suas qualidades (um reconhecimento que dá força para se transformar e ganhar mais confiança).

"Não adianta mudar de emprego se você não muda o seu jeito de pensar. É preciso rever seus níveis de cobrança interna e aprender a ser mais camarada consigo mesmo", ensina o terapeuta. Não é o caso de tolerar os erros ou ser conivente com as próprias fraquezas, mas sim encontrar o equilíbrio, aprendendo a relaxar quando as coisas não dão certo.

Emprego novo
Quer se sentir valorizado no trabalho novo? A dica do especialista é não esconder, de maneira nenhuma, suas limitações. "Devemos sempre apresentar, com sinceridade, nossas qualidades e possíveis limitações. Dizer que estamos dispostos a aprender e que estaremos sempre receptivos a sugestões e críticas construtivas é um ótimo passo para garantir uma maior valorização no trabalho".

Relacionamento com o chefe
O principal para garantir um bom relacionamento com o chefe, e conseqüentemente um valorização maior do trabalho, é manter um diálogo confiante sempre que necessário. E sempre deixe claro o que você pode e o que você não pode realizar. "Não adianta ter várias tarefas para desempenhar e não conseguir fazer nada direito. É preciso explicar o motivo das falhas e dar a dimensão exata do seu trabalho, sempre lembrando que é possível melhorar a cada dia", explica o psicoterapeuta e especialista do MinhaVida, Crhis Allmeida.

Fonte: Portal Minha Vida
Postar um comentário