Translate this blog

Pesquisar este blog

9.01.2012

Observatório político: Alberto Mourão ::: PG45

Caros colegas,

Foram recentemente publicadas as propostas de governo do candidato a prefeitura de Praia Grande, Alberto Mourão. Gostaria de compartilhar algumas impressões sobre o rol de ações apresentadas pela equipe do candidato.

Analisando pontualmente, vejo com muito bons olhos toda a complexidade de atividades propostas. Verifica-se que houve cuidado com o planejamento setorial, ou seja, a segmentação dos investimentos. Ecoturismo, Cultura, Artesanato, Comunicação, Comercialização, entre outros.

Nota-se que o desafio de se administrar uma cidade geograficamente ampla também foi considerado, o que é importante para ampliar e ao mesmo tempo descentralizar o acesso aos bens culturais, naturais e turísticos do município.

..:: Implantar espaço fechado para eventos sazonais

A afluência de grande público a áreas livres no bairro Tude Bastos e sua boa capacidade de recepção pela proximidade de terminal de ônibus, sem afetar a fluidez do trânsito, demonstra viabilidade de instalação de espaço coberto para eventos dos mais variados do calendário local.

A oferta de serviços e a implantação de estruturas para a recepção de eventos são meios para consolidar o município nesse segmento, tanto para eventos locais quanto regionais. É essencial, entretanto, que o gestor municipal e o trade turístico local atuem fortemente no planejamento e estruturação desse setor na cidade. A proposta é positiva, mas deve ser acompanhada de coesão entre o poder público, o empresariado local e regional e entidades do terceiro setor. De outro modo, assistiremos mais um ‘elefante branco’.

..:: Unificar agendas de eventos promovidos pelas diversas secretarias

Evitar sobreposição e concorrência de público, uma agenda unificada pode otimizar a realização de eventos maiores.

Assim como a construção de um centro de eventos, a elaboração de uma agenda compartilhada de eventos – promovidos e/ou apoiados pela prefeitura – é fundamental para consolidar essa vertente do mercado no município. É vital sensibilizar os gestores das diversas secretarias que essa ferramenta poderá subsidiar o planejamento da aplicação de recursos e, com isso, aumentar a eficácia de tais ações.

..:: Centralizar informações turísticas

O objetivo é orientar turistas e moradores sobre as atividades em andamento na cidade.

A credibilidade das informações sobre um destino depende, entre outros fatores, de sua fonte. A Imprensa Oficial desempenha papel extremamente relevante nesse sentido, pois padroniza o discurso sobre o município e seus atrativos ao mesmo tempo em que ajuda a definir a identidade da cidade no mercado turístico. A publicidade de informações turísticas deve se dar por meio de fontes oficiais de modo que o estabeleça-se um padrão em torno do conteúdo e do enfoque pretendido.

..:: Movimentar o comércio local

A partir do fluxo turístico em regiões vizinhas, buscar atrair turistas para a cidade.

O poder público local deve assumir a responsabilidade por orientar investimentos e atrair investidores que ajudem a impulsionar o comércio local. O município de Praia Grande é um caso interessante, pois, por sua característica fisiográfica, possui diversos centros comerciais e não apenas um ou dois. Produtos e serviços concentram-se em bairros distantes do principal núcleo turístico: o Boqueirão. Há estratificação, mas esta não se caracteriza por extremos, mas por perfis específicos de mercados localizados em bairros diferentes.

..:: Realizar festival gastronômico

A arte da Gastronomia ganha cada vez mais adeptos e torna-se chamariz turístico dos principais na atualidade. A realização de festival gastronômico, agregando eventos paralelos como workshops e cursos, é evento de atração de turistas, movimentando a economia regional.

Trata-se de um esforço comum, desempenhado pelo poder público, entidades do terceiro setor e empresários locais do setor alimentício. A prefeitura deve ser animadora desse processo e apoiar ações privadas e segmentadas. Há diversas iniciativas de sucesso, realizadas por empresas especialistas nesse segmento, assim, o poder público tem de cooptar parceiros que realizem festivais diversos ao longo do ano. Assim como apontado na proposta anterior, esses festivais podem ser promovidos isoladamente – tal qual um circuito – em diferentes bairros da cidade.

..:: Ofertar atrativos da cidade

Participar de feiras comerciais no interior paulista para promover a oferta do município.

Promover a oferta local de serviços e atrativos junto a agentes de viagens e operadores de turismo

Criar projeto para atrair fluxos turísticos durante a baixa temporada


A participação em feiras de negócios é fundamental para estreitar laços entre vendedores, intermediários e consumidores de produtos e serviços ligados ao turismo e, em um aspecto mais amplo, ao entretenimento. Praia Grande participa de modo consorciado de eventos desse tipo, contudo, o faz de modo muito acanhado.

Trata-se de desenvolver material de comunicação institucional que auxilie na venda dos produtos e serviços turísticos locais, bem como enviar representantes para dialogar com os atores do cenário turístico nacional. É uma proposta importante para que o mercado saiba da renovação pela qual passa a cidade há mais de uma década. É outra ação que necessita de parceria entre várias secretarias, especialmente, Turismo, Esporte, Cultura e Meio Ambiente.

..:: Estabelecer parceria com universidades da região

Incentivar a realização de pesquisas acadêmicas sobre o mercado turístico local.

A prefeitura municipal, por meio de suas secretarias de turismo e assuntos relacionados, deve manter-se em contato permanente com centros de pesquisa e formação de mão de obra, tanto da cidade e região quanto de outras localidades. Realizar missões comerciais, estudos de campo e visitas de inspeção a empreendimentos e municípios com oferta semelhantes devem constituir essa proposta.

..:: Formatar material de Educação Ambiental

Elaborar material com atrações para o turista, com foco ambiental, em parceria com os gestores do Parque Estadual Xixová-Japuí e do Parque Estadual da Serra do Mar.

O município de Praia Grande possui um bom potencial para desenvolver o turismo em ambientes naturais, assim como para atividades ligadas ao Ecoturismo e a Educação Ambiental. A cidade integra os parques estaduais do Xixová-Japuí e da Serra do Mar. Essas unidades de conservação reúnem ecossistemas como praias arenosas, costões rochosos, manguezais e restinga, assim, torna-se essencial desenvolver ações – entre elas material impresso e multimídia – voltadas a promoção da Educação Ambiental, tanto aquela voltada a moradores quanto turistas.

..:: Formatar Circuito Turístico Histórico-Cultural

Elaborar projeto para instituição de circuito abrangendo patrimônio histórico e cultural da cidade.

A integração entre Cultura e Turismo é condição para a promoção de grupos artísticos locais, assim como para a atração de grandes espetáculos e eventos. Essa aproximação é produtiva, também, para fomentar ações como o referido festival gastronômico. Ações que aliem ‘cultura’ e ‘turismo’ podem, ainda, incentivar a qualificação da mão de obra local, o que deve ser implementado interdisciplinarmente, por meio de parceria entre secretarias de cultura, educação, esporte e turismo, por exemplo.

..:: Desenvolver inventário turístico

Em parceria com entidade do setor e/ou instituição de ensino superior, fazer inventário dos bens de interesse turístico.

Em 2012, a Universidade Anhembi Morumbi realizou visitas técnicas e produziu um panorama sobre a oferta turística e de serviços locais. Esses estudos foram desenvolvidos por alunos em fase de conclusão do curso de graduação em turismo. Torna-se essencial, entretanto, que esse conteúdo e outros dados sejam publicados por meio de canal de comunicação oficial, conforme citado anteriormente. O gestor do turismo na cidade tem a responsabilidade de reunir tais informações e gerenciar o conteúdo que será apresentado ao público.

..:: Criar portal turístico do município

Desenvolver projeto digital, com portal e integração a redes sociais.

A implementação de um website e redes sociais agregadas auxilia na consolidação da identidade planejada pelos profissionais da área de comunicação e turismo. Por meio de um website torna-se possível centralizar dados e informações que subsidiem a tomada de decisão de investidores e pesquisadores, assim como orientar visitantes.

..:: Disponibilizar um guia de serviços

Elaborar e disponibilizar nos postos de informação um guia completo sobre turismo e o perfil sócio-econômico do município e notícias de interesse cultural e turístico.

Os postos de informações devem ser compreendidos e administrados como extensões da secretaria de turismo e, por conseqüência, da própria administração pública municipal. É a porta de entrada ao município, o ponto de encontro entre os visitantes e os anfitriões. Os postos de informações turísticas podem desempenhar função vital na atração de visitantes, fidelização de turistas que já conhecem a cidade e, ainda, no fomento ao comércio local. Trata-se de uma proposta que reforça as demais.

Deve ser um espaço ao mesmo tempo moderno, ‘conectado’, acessível e, sobretudo, acolhedor. As pessoas que ali trabalham devem gozar de identificação com o município e a região. Manter somente estagiários nesses postos não parece ser o correto, pois são profissionais ainda em formação e, eventualmente, sem a maturidade necessária para lidar com as demandas mais variadas e até urgentes que surgem no cotidiano de trabalho,

..:: Implementar sistema de terminais eletrônicos

Implantar terminais eletrônicos em pontos estratégicos da cidade com acesso a informações turísticas.

Em convergência com a proposta anterior de disponibilizar gratuitamente um guia de serviços e aquela que refere-se a criação de um portal turístico, essa proposta é interessante, pois amplia-se ainda mais o alcance da secretaria de turismo.

Os terminais, a exemplo de diversos destinos turísticos, devem ser implementados em parceria com o empresariado, em especial, da hotelaria. É importante pensar amplamente e considerar informações sobre todas as demais cidades da Região Metropolitana da Baixada Santista, capital e interior do estado de São Paulo. Para executar essa proposta a palavra-chave é: integração.

O Santos e Região Convention & Visitors Bureau (SRC&VB), a Federação dos Convention & Visitors Bureaux (FC&VB-SP), a Associação das Prefeituras de Cidades Estância (APRECESP; ver vídeo), o SEBRAE São Paulo Escritório Regional Baixada Santista e o próprio governo estadual, por meio de sua Secretaria de Turismo e da Agência Metropolitana da Baixada Santista (AGEM), são exemplos de instituições que possuem rico portfólio de imagens, dados e informações que podem subsidiar conteúdo para esses terminais.

..:: Reativar o Conselho Municipal de Turismo (Comtur)

Propor que o conselho formule uma política municipal de incentivo ao turismo receptivo e ao apoio a eventos particulares.

O Conselho Municipal de Turismo (CONTUR), presidido pelo empresariado e secretariado pelo poder público, pode ser um instrumento administrativo valioso na formulação de uma política pública que integra áreas diversas como Turismo, Cultura, Esporte, Lazer, Educação, Segurança Pública, Mobilidade e Meio Ambiente, entre outras. Prezando a eficiência e a produtividade, é importante rever a composição do conselho existente.

Esse grupo deve assumir a responsabilidade de orientar os investimentos públicos e captar recursos privados – e mesmo financiamentos públicos – a ações ligadas ao setor turístico e aqueles paralelos. Gerenciar o Turismo e os recursos oriundos de um fundo voltado a projetos desse segmento é atribuição não de um ou poucos indivíduos.

..:: Criar o Plano Municipal de Qualificação

Especialmente no setor de serviços, a falta de mão de obra qualificada tem desestimulado atividades comerciais, impedindo o incremento ao turismo.

Qualificar a mão de obra e apoiar iniciativas que visem a educação de profissionais do setor é essencial a manutenção da sustentabilidade do turismo na localidade. Prezar pela educação de base, a extensão universitária e a formação técnica são responsabilidades compartilhadas entre o poder público municipal, o terceiro setor e o empresariado. Deve haver esforço no sentido de atrai a instalação de centros privados de ensino, pesquisa e extensão assim como fomentar a realização de eventos que busquem esses mesmos objetivos.

..:: Reestruturar os espaços das Feiras de Artesanato

Elaborar projeto para remodelação das feiras artesanais do Boqueirão, Ocian, Vila Caiçara e Solemar.

Os espaços destinados ao artesanato e a convivência em torno dessa atividade têm de ser gerenciados de perto. São necessários investimentos estruturais do mesmo modo que é vital a realização de ações culturais nesses espaços. As feiras de artesanato existentes localizam-se em bairros turísticos, que são massivamente visitados ao longo da temporada de verão. Durante os meses de março a novembro os fluxos são menores, mas existem também. Assim, a secretaria de turismo deve empenhar-se em atender a essa demanda. Isso se fará por meio de parcerias com grupos artísticos locais e regionais, demais secretarias locais e com as prefeituras das demais cidades da região

..:: Realizar feiras itinerantes

Feiras sazonais e montadas em locais diversos devem ser estimuladas como atração turística.

O município de Praia Grande é extenso e possui diversos espaços para eventos e reunião de pessoas em seus bairros. Assim, a prefeitura municipal deve investir na difusão cultural e, dessa forma, incentivar a produção artística nessas localidades. Trata-se de uma proposta que deve ser conduzida em parceria entre as secretarias de turismo, promoção social e educação, por exemplo.

..:: Criar a Casa do Artesão

O objetivo da Casa do Artesão é conhecer os verdadeiros artesãos, criar alternativas de emprego, resgatar o artesanato típico do município, proporcionando cursos para capacitar agentes multiplicadores.

Complementarmente à proposta anterior, um centro de formação e promoção de artistas locais, potencializa a produção local e tende a popularizar artesãos que mantêm métodos e características tradicionais de criação.

..:: Implantar parque municipal

A cidade demanda há anos um parque público, em local arborizado e que conte com atrações turísticas como artesanato e comidas típicas.

Parques públicos e unidades de conservação destinadas a fins de ecoturismo e educação ambiental são essenciais a consolidação do turismo sustentável. Os conceitos de sustentabilidade e o mínimo impacto devem encontrar-se impregnados em todas atividades do setor na cidade. Trata-se de um processo lento e de longo prazo, mas pode imediatamente compor o planejamento e o determinar o posicionamento mercadológico do município de Praia Grande, ainda caracterizado pelo turismo de massa.

..:: Observatório Político ::..

São breves observações em torno das propostas do candidato a Prefeitura de Praia Grande Alberto Mourão. Minhas reflexões são independentes e fazem parte de um processo ambicioso iniciado em 2007. O blog [RH em Hospitalidade] não restringe-se a multiplicar informações... mas a criar conteúdo.

Um forte abraço!

Sucesso sempre,

Aristides Faria

..:: Participem de nossos diversos canais: FaceBook, Twitter , Linked In, Via 6, Hôtelier Club, SlideShare, You Tube, Multiply e OverStream.

Postar um comentário