Translate this blog

Pesquisar este blog

9.11.2013

Em todo lugar há irregularidade, diz ministro do Trabalho

..:: Fonte: Maíra Magro | Valor Online

Ao comentar denúncias de irregularidades em repasses de recursos do Ministério do Trabalho e Emprego, o titular da pasta, Manoel Dias, disse, nesta terça-feira, 10, que irregularidades existem em qualquer lugar. “Em qualquer lugar tem irregularidade, não é só no Ministério do Trabalho”, disse Dias.

Nesta terça-feira, o secretário-executivo do ministério, Paulo Roberto dos Santos Pinto, deixou o cargo, um dia depois de prestar depoimento na Polícia Federal sobre supostas irregularidades no repasse de recursos ao Instituto Mundial de Desenvolvimento e Cidadania (IMDC), com sede em Belo Horizonte.

Segundo Dias, o pedido de exoneração foi feito pelo próprio Pinto. No lugar dele, ficará Nilton Fraiberg Machado, atual subsecretário de planejamento, orçamento e administração. Questionado se seu próprio cargo estaria seguro, Dias respondeu que só a presidente poderia dizer isso.

Sobre o fato de Pinto ser filiado ao PDT, legenda da qual faz parte, Dias declarou: “A filiação ao partido não significa que todas as pessoas estejam isentas de praticar irregularidade”. Mas ele ressalvou que não estaria mencionando especificamente o caso do secretário exonerado, que é ligado ao presidente do PDT, o ex-ministro do Trabalho Carlos Lupi.

“Somos um partido ficha limpa e queremos que ele permaneça assim”, disse Dias.

..:: [Repasses suspensos] ::..

O ministro anunciou que solicitará aos Estados e municípios que suspendam imediatamente os repasses de recursos a entidades sob investigação, em convênios com o ministério.

Informou, ainda, que pediu à Polícia Federal que envie cópias do processo e da denúncia envolvendo irregularidades no convênio com o IMDC, para que o ministério possa instaurar processos disciplinares internos.

Ao todo, 22 pessoas foram presas por suspeita de envolvimento em um esquema de desvio de recursos públicos, na operação Esopo.
Postar um comentário