Translate this blog

Pesquisar este blog

11.13.2012

Quais os desafios de capacitação nas empresas?

CEOs do Futuro | Portal Você s/a


Apresentei hoje no Congresso da ABRH (Associação Brasileira de Recursos Humanos) em Brasília uma palestra sobre os desafios de capacitação nas empresas. Vou dividir aqui alguns pontos que abordei na apresentação:

- o crescimento econômico brasileiro acima das médias mundiais e a rápida recuperação do Brasil da crise do SubPrime nos EUA nos dão indícios que apesar da crise europeia, a economia brasileira continuará aquecida, o que gera aumento de demanda por profissionais e por maiores produtividades (ambos relacionados a qualificação).

- A situação da educação básica no país, apesar dos investimentos e esforços do governo, ainda é ruim comparada aos países desenvolvidos. O Brasil ainda gasta pouco em Educação se comparado a países desenvolvidos. (Unicef mostra que Brasil investe US$ 1,6 mil por ano em cada estudante do ensino fundamental. É menos de um terço (28,76%) dos US$ 5. investidos por países desenvolvidos. Brasil continua no 88º lugar no ranking de desenvolvimento educacional. A matéria prima para formação de mão de obra de base, os candidatos recrutados para as empresas chegam com uma base fraca em função da educação básica do país. Isso aumenta a distância entre o perfil do recrutado e o perfil desejado, acrescendo o desafio de capacitação e transferindo esse ônus de capacitação básica para as empresas.

- Com a globalização e crescimento do Brasil tivemos aumento das relações e interações entre empresas (parcerias, fusões e aquisições, etc..)  levam a constante mudanças e alterações potencializadas pelas cada vez mais rápidas atualizações tecnológicas –( Diploma, antes símbolo de status e garantia de emprego para alguns, hoje não garante empregabilidade por muito tempo). Essa velocidade de mudança das organizações, sejam públicas sejam privadas, exigem que o RH esteja próximo e que seja parte integrante da estratégia da empresa para ter a mesma velocidade para ajustar seus programas de capacitação.

- Distância entre as instituições de ensino e as empresas. Meio gerencial, por exemplo, na contratação de jovens, muitas das vezes os recrutadores dão mais ênfase as características comportamentais e sociais em detrimento da formação técnica dos candidatos. Mas as escolas estão preparadas para formar características como visão estratégica, capacidade de decisão, comunicação, liderança, criatividade, habilidade interpessoal?

- Por outro lado, nos últimos 5 anos quase 180 mil profissionais  de todas as partes do mundo mudaram para o Brasil segundo a coord de Imig do Min Trab. Durante o primeiro trimestre de 2010, das 11 mil autorizações de trabalho, 60% para pessoas de alto padrão educacional e 80% a funções técnicas.

- Até pouco tempo trabalhadores passavam a vida em uma, duas, no máximo três empresas. Pesquisas mostram que esse número passou para 11 em média nos EUA. Cenário sinaliza dificuldade de retenção e dúvida no investimento para as empresas privadas.

- O conhecimento e a qualificação pessoal (comunicação, liderança, adaptabilidade, etc…) passam a ser os fatores de diferenciação. A sociedade passa a valorizar de fato a habilidade e a disposição para capacitação nos seus profissionais. As constantes mudanças tecnológicas e de processos das empresas forçam a esta valorização do saber aprender, e traz a tona muitas tentativas de metodologias de suportar esse saber aprender, com linguagens como a andragogia, e outras iniciativas.

Quais você acha que são os desafios de qualificação nas empresas? Comente.


..:: Participem de nossos diversos canais: FaceBookTwitter Linked InVia 6Hôtelier ClubSlideShareYou TubeMultiply e OverStream.
Postar um comentário