Translate this blog

Pesquisar este blog

9.19.2012

NH Hoteles vende ativos e volta a investir no Brasil

..:: Por: Alberto Komatsu | Valor OnLine

Ao mesmo tempo em que implementa um plano para driblar a crise europeia, com a venda de 13 hotéis e meta de arrecadar € 280 milhões em dois anos, a rede hoteleira espanhola NH Hoteles promove o seu retorno ao Brasil. Como parte da meta de buscar mercados mais rentáveis, planeja investir, nos próximos três anos, R$ 60 milhões para administrar até 15 empreendimentos no país.

"Entre 2008 e 2009 nosso foco era resolver os problemas com a crise da Europa. A partir de 2010 nos concentramos em desenvolver um plano para o Brasil", respondeu o diretor de desenvolvimento da NH Hotels para a América Latina, José Perez-Barquero Flores, ao ser questionado sobre a demora em montar um plano de investimento para o Brasil.

Com quase 400 hotéis no mundo e faturamento de € 1,4 bilhão, em 2011, a NH Hoteles chegou a administrar um hotel em São Paulo entre 2000 e 2007, o NH Della Volpe. "Resolvemos deixar a operação porque ela não era satisfatória", afirma Flores.

Dos 13 hotéis que serão vendidos em dois anos, 12 estão na Holanda e um em Nova York. O plano é vender os imóveis e fechar contratos para manter a administração deles. "Essa é a nossa estratégia global", afirma Flores.

A NH começou a implementar uma primeira etapa de vender hotéis menos rentáveis a partir de 2009. Até o fim deste ano, deverão ser cinco imóveis vendidos com arrecadação de € 350 milhões, sendo um em Londres, outro em Paris e três na Espanha. De 2009 a 2014, portanto, a NH deverá acumular a venda de 18 empreendimentos, sendo 17 na Europa, com receita estimada em € 630 milhões.

O retorno da NH Hoteles ao Brasil será marcado pela administração de um hotel e apartamentos residenciais, com serviço de hotel, num complexo imobiliário desenvolvido pela consultoria BSH International e que será construído pela construtora e incorporadora Tecnisa. O empreendimento é chamado de multiuso, com valor geral de vendas de R$ 250 milhões e localização em Curitiba.

Esse projeto foi batizado de Five e reunirá, no mesmo complexo, torre com hotel e apartamentos de uso residencial, shopping center, espaços comerciais e salas corporativas. As vendas deverão ter início em novembro. Após a comercialização de todo o empreendimento, a estimativa é entregar o complexo em 42 meses.

A NH Hoteles vai investir R$ 4 milhões para tocar a operação, com 140 pessoas. "Um dos diferenciais desse projeto é que a NH vai participar do investimento, não para ser sócia, mas para garantir a sua operação", diz o presidente da BSH, José Ernesto Marino Neto.

Segundo ele, a BSH tem interesse em ser coinvestidora, com a aquisição de um apartamento na torre de hotéis. Marino Neto diz que a BSH pretende ser uma espécie de "síndica" do hotel, representando os interesses dos investidores e monitorando a gestão.

© 2000 – 2012. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A.

..:: Leia mais no Valor OnLine

..:: Participem de nossos diversos canais: FaceBook, Twitter , Linked In, Via 6, Hôtelier Club, SlideShare, You Tube, Multiply e OverStream.

Postar um comentário