Translate this blog

Pesquisar este blog

6.03.2010

Quem te disse?

Por: Suely Pavan - Pavan Desenvolvimento

Um dia alguém te falou que você precisava ser uma única coisa na vida, “tipo assim” ser engenheiro. O que não te disseram é que você poderia ser engenheiro e também ator, e também mais qualquer outra coisa que você quisesse, até um poeta. Quem te disse que uma escolha exclui outra?

Tem gente que às vezes me pergunta: Mas posso mudar de carreira com 40 anos? De chefe de TI passar a ser Gestor de marketing? O rosto da pessoa que me pergunta isto tem uma enorme vontade de mudar, mas o que fazer com o medo da mudança?


Não sei quem foi que disse que em matéria de talentos podemos ter só um na vida. Só posso te dizer que isto é uma grande bobagem, talentos são múltiplos, e se a gente for pesquisar lá dentro de nós e sem medo vai descobrir alguns surpreendentes. Só que às vezes confundimos as coisas, porque não damos espaço para o novo, o deslumbrante. Nunca irei esquecer-me de uma foto que vi. Era a apresentação de uma moça da área de recursos humanos. Na foto ela mostrava o que fazia. E era assim: metade da foto ela estava toda formal vestida a caráter como se veste um gerente de RH, e no outro lado da foto ela estava descabelada e descalça, pintando um quadro no meio da rua. Esta era ela profissionalmente.

O que a gente confunde é o trabalho que nos sustenta, com outros que são puro prazer. Talvez você seja um poeta, um escritor, um bailarino, ou até um grande chef de cozinha para os seus amigos. E se esquece que isto também é trabalho. A melhor definição de trabalho que eu conheço é a da possibilidade de transformação de uma cultura. Pois diferentemente de todos os animais do planeta o homem e a mulher trabalham para transformar este mundo. E podem e devem fazer isto usando os seus múltiplos talentos. Trabalho não é apenas ganhar dinheiro, trabalho é defender uma causa, é expressar-se através de algo humano como a arte. Infelizmente a nossa sociedade, dividida, dicotomizada, e departamentalizada não enxerga no artista, por exemplo, um trabalhador, mas ele é.
Talvez, também, lá na empresa em que você trabalha não aja espaço, afinal os departamentos são tantos, para você mostrar seu talento de liderança, mas já pensou em ser síndico, ou em organizar uma ONG? Talvez você não ganhe nada fazendo isto, mas com certeza estará usando o seu talento em algo útil. Não existe talento inútil, existe apenas talento fora de época ou tentando se amoldar a alguma atividade remunerada. Gosta de dançar, é um pé de valsa ou de hip hop? Vai ensinar a galera robotizada a soltar o corpo lá na comunidade perto da tua casa. Você vai usar o teu talento e vai se divertir também e aprender novos passos com a molecada.
A gente reclama do mundo, mas se esquece dos múltiplos talentos que temos, deveríamos usá-los. Ama escrever?Faça um blog. Gosta de cozinhar? Venda seus pratos preferidos no final de semana para os vizinhos que odeiam botar o pé na cozinha, e talvez você ainda possa ganhar um dinheirinho.

Nos ensinaram a restrição, a lobotização, e se esqueceram de dizer que: Você tem talentos sim. E o que é um talento? É aquilo que você faz melhor do que os outros, e com o pé nas costas, como por exemplo: cozinhar, dançar, fazer contas, saber eventos históricos, ter um tino para curar... enfim, são tantos. Então arregace as mangas e não confunda dinheiro com talentos. E cá pra nós você pode até ganhar uma grana com isto.

Você reparou que este texto está repleto da palavra "talvez"? É isto mesmo, a vida é repleta de incertezas, que são as portas e possibilidades. O Fernando Pessoa tinha uma frase ótima e bem conhecida: Navegar é preciso, viver não é preciso. Para viver não há precisão alguma, não há marcadores ou instrumentos de precisão como na navegação. A vida se abre na medida que estamos abertos à diversidade de nossos talentos.

Mas, me conte qual é o seu talento, aquele que você acabou de descobrir que tem? Ou ainda aquele que você tem e já usa. Vou fazer um painel no meu site, com os talentos, estas raras pérolas que transformam a nossa vida e a das outras pessoas. Quais os talentos que os leitores de meu site, cadastrados para ler os meus textos e seguidores( etâ palavra ridícula!) do twitter @pavandesenvolv têm?

Responda-me através do site, ou via e-mail ou ainda lá no twitter. Vamos espalhar os talentos de todos por aí. O mundo precisa disto para se transformar.

Estou curiosa para saber.

Postar um comentário