Translate this blog

Pesquisar este blog

4.30.2009

Tendências do turismo: Motivos fundamentais

Por: Aristides Faria

Os profissionais de recursos humanos discutem há muito tempo sobre o que vem a ser “motivação”. Com este meio é provavelmente dominado por psicólogos, os debates tornam-se ricos em elementos para reflexão e permanentes revisões.

Isto é muito bom, pois faz com que o termo jamais congele-se e mantenha seu dinamismo. Talvez o melhor comparativo para esta constante discussão seja a questão dos “padrões de beleza”. Cada geração tem o seu modelo de par ideal, seja física ou emocionalmente.

É interessante perceber que tanto os conceitos de moral, quanto as definições de motivação variam em paralelo. Particularmente, gosto do mais simples deles, que julga ser “motivação” uma contração de “motivo para ação”.

Esta definição pode parecer tentar resumir, diminuir e instrumentalizar o debate e a reflexão. Contudo, penso que ele seja elementar e essencial a uma melhor compreensão do que parece ser a tal motivação.

Vamos compreender melhor o que seria este motivo para ação?

Enquanto bacharel em turismo gostaria de trabalhar no governo, aplicando todos os conceitos aprendidos e toda crítica que já desenvolvi intimamente em planos e programas de gestão pública do turismo. Assim, o que me motiva é a paixão e o desejo de marcar meu nome na história do país.

A vida me levou por outro caminho, ou melhor, a um paralelo: a hotelaria. Minha motivação continua a mesma, isto é, a paixão e o desejo de marcar meu nome – não na história do país, mas experiência turística dos hóspedes que tive a oportunidade de atender.

Hoje, atuo em outro mercado, mas com foco total nos mercados de Turismo & Hotelaria. Enquanto profissional de Recursos Humanos, prestando serviços pessoais e corporativos, continuo ainda com a mesma motivação: a paixão e o desejo de marcar meu nome na história – não na do país, tampouco nas de hóspedes, mas na de meus clientes e alunos, que são estudantes, bacharéis, desempregados, executivos e parceiros comerciais. Perceba que estes atores basicamente são o resumo do mercado de trabalho.

Motivação fundamental

Como visto, há um motivo essencial, fundamental para que eu continue a batalha diária. Concorda? Em verdade dois que complementam-se: paixão e desejo de marcar meu nome na história.

Paixão

É um elemento interessante e sempre presente na carreira de profissionais de destaque. A pessoa que faz o que gosta tende a investir energia positiva e muita dedicação, fazendo com que, eventualmente, uma carreira não tão rentável seja assim ao longo do tempo.

Nome na história

Um profissional apaixonado, dedicado e que investe energia positiva em um propósito tende a marcar seu nome na história. Muitas vezes, ajudar um colega que ficou desempregado trará mais satisfação do que ter seu nome homenageado como nome de rua, mas que seus moradores jamais saberão quem é ou foi você.
Pense nisso!
Postar um comentário