Translate this blog

Pesquisar este blog

4.22.2009

Experiências em EaD: Cri_e soluções

Por: Aristides Faria & Lucas Siqueira

A globalização da economia precedeu a aproximação das culturas. Hoje, com o avanço das tecnologias comunicativas e a popularização do acesso a web, a interação entre os povos, independentemente de questões comerciais, intensificou-se.

Como todos ciclos, a globalização da cultura massificou seus elementos a ponto de fazer com que uma suposta identidade global seja, na verdade, a perda das múltiplas identidades locais. Os vínculos emocionais e o patrimônio – material e/ou imaterial – perdem significado conforme elementos de culturas já predominantes ganham adeptos, ainda que involuntariamente.

Dentro ciclo sem fim, surge a crise econômica global. À reboque, emergem conflitos culturais e fenômenos como a repatriação e as terceirizações transnacionais, como os call centeres.

Aristides Faria: Acontece no dia 29 de abril o Ciclo de Palestras “Crie soluções”, realizado em parceria entre o SEBRAE Nacional e o Portal Educação. Já comentamos aqui na coluna Experiências em EaD sobre os webcast’s do portal. Vale a pena conferir!

O evento terá cinco horas de duração e apresentará palestrantes renomados. Os temas são diversos em torno da crise econômica global e das oportunidades que ela, invariavelmente, proporciona.

Os temas abordados serão: Gestão contemporânea nas organizações, Empreenda sua carreira e Micro empreendedor individual. Cada uma delas com cerca de uma hora e meia de duração.

Particularmente, acredito que a crise traz oportunidades àqueles que não param de produzir (bens materiais ou intelectuais) em momentos de estagnação. É como caminhar lentamente ao invés de ficar parado para, em algum momento, sair na disparada. Por isso, minha dica é: Empreenda!

Lucas Siqueira: Em tempos de crise, o importante é não parar de criar. Afinal, as crises mais cedo ou mais tarde passam, pois, na verdade, são cíclicas. Em algum momento surgirão, assim, o interessante nesses momentos é não parar o que está fazendo e manter-se atualizado, capacitado. Não será uma crise – a qual foi criada por erros graves de um sistema falho – que fará você estagnar.

E já que a crise é essencialmente financeira, uma solução criativa e barata para não estacionar e continuar em aprimoramento são os cursos remotos, afinal estes possuem valor de investimento baixo e também eliminam gastos com deslocamento até o local de aula, alimentação e materiais didáticos impressos, por exemplo.

Se você pensa que devemos criar, empreender e mantermo-nos qualificados, certamente acredita que a educação à distância é um meio para tal, sobretudo, em tempos de crise. Com certeza, quando a crise passar, as possibilidades serão muito maiores àqueles que não intimidaram-se e continuaram marchando firmemente.
Postar um comentário