Translate this blog

Pesquisar este blog

2.03.2009

Perdeu o cargo de chefia? Saiba o que fazer para voltar ao mercado

Fonte: G1

A recolocação de um profissional que perdeu um cargo de gerência ou de diretoria pode levar até um ano, segundo consultores especializados em recrutamento e seleção.

Para quem estava acostumado a receber salários altos, esse período é importante para o funcionário decidir se buscará emprego na mesma área ou mudará de carreira, se abrirá o próprio negócio ou até mesmo se aceitará ganhar menos.

Cautela

Pedro Amaral Dinkhuysen
, diretor da consultoria Stanton Chase, diz que quem foi demitido deve se programar financeiramente para ficar até seis meses sem receber salário. Ele sugere um plano de contenção de despesas, mesmo que o valor da rescisão tenha sido alto. “Deve-se usar o dinheiro para se manter e não fazer loucuras”, diz.

Ele não aconselha quem perdeu o emprego a ir para o exterior para fazer cursos de especialização porque o custo é alto e, dependendo do tempo que a pessoa ficar fora do país, pode ser prejudicial para se recolocar no mercado.

Abrir negócio próprio ele considera muito perigoso - a decisão deve ser feita com planejamento, esperando que o retorno financeiro demore. “A não ser que se tenha uma boa reserva de capital e a família concorde”, recomenda.

Ele aconselha o desempregado a procurar uma boa empresa de recrutamento e seleção e fazer cadastro em sites de relacionamento profissional como o LinkedIn.

Para Dinkhuysen, o profissional nunca deve aceitar propostas de emprego por impulso. “Por exemplo, se a proposta financeira for 40% menor do que o salário antigo, impacta muito o orçamento. Com o tempo, a pessoa se sentirá desvalorizada porque a tendência é associar o reconhecimento profissional ao retorno financeiro”, explica.

Para ele, o mais importante é avaliar a possibilidade de crescimento dentro da empresa do que a proposta salarial. Ele aconselha que ao receber uma proposta o profissional faça as contas do que irá receber com os gastos que tem e veja todos os benefícios oferecidos.

Dinkhuysen diz que quem tem mais de 50 anos terá mais facilidade de voltar ao mercado. “Esse profissional tem maturidade que agrega muito à empresa”.

Networking

A consultora de seleção de executivos Maria Paula Sampaio afirma que a recolocação pode levar de seis meses a um ano.

Depende da idade e do desejo do profissional, além dos recursos financeiros disponíveis que irão determinar quanto tempo ele pode esperar para conseguir nova colocação no mercado”.

O primeiro passo, segundo ela, é procurar toda a rede de contatos (networking) para informar que está procurando emprego e pedir que seja avisado sobre abertura de vagas.

A consultora diz que se o profissional tem alguma idéia para abrir seu próprio negócio pode ser uma boa hora para dar o primeiro passo, mas ele precisa ter recursos suficientes e se conscientizar de que o empreendimento leva tempo para se consolidar.

Maria Paula lembra que é possível ainda aceitar trabalhos temporários como consultor de empresas em dificuldades.

Salário menor

Outra saída apontada pela consultora é aceitar a proposta de salário menor, mas o profissional deve negociar outras formas de ganho, como participação nos resultados da empresa que aumente sua renda, ou avaliar se há possibilidade de crescimento.

Muitas vezes é melhor aceitar uma proposta de salário menor do quem ficar em casa esperando por uma vaga igual à anterior. Porque o novo emprego pode reposicioná-lo até o nível que ele tinha anteriormente”.

E, se a mudança de carreira é um sonho antigo, essa pode ser a hora de ir em busca de atividades diferentes daquelas desempenhadas até então.

Mas não se deve mudar de área somente por causa da crise. A pessoa precisa estar ciente que isso pode implicar redução do ganho num primeiro momento”, alerta.
Postar um comentário