Translate this blog

Pesquisar este blog

12.18.2008

Como a negociação influencia o convívio nas empresas?

Por: Patrícia Bispo

Não são os raros os casos em que pessoas de uma mesma família, apesar de se amarem, em algum momento da vida se desentendem. E quando não se tem bom-senso para controlar a situação e “esfriar” a cabeça, alguns deixam até mesmo de se falarem. Esse problema não ficar restrito apenas ao ambiente familiar e também se apresenta nas organizações. A grande diferença é que o conflito não pode ser tratado da mesma forma e o profissionalismo deve prevalecer, quando isso ocorre.

Isso ocorre muito mais do que se imagina. A negociação está presente em todas as instâncias hierárquicas de uma organização e deve ser conduzida com determinadas peculiaridades. Segundo a especialista em negociação Arlete Zagonal Galperin, diretora da ZHZ Consultores, quanto mais a função desempenhada exigir que se realizem negociações, mais o profissional deve se preparar.

Há, contudo, determinadas estratégias para favorecer a negociação tais como, por exemplo, respeitar a opinião alheia, sem fazer pré-julgamentos e ser preconceituoso; preparar os argumentos da negociação”, afirma Arlete ao destacar que, se possível, deve-se reunir informações através de planilhas, relatórios, memorandos que possam ajudar a esclarecer fatos e convencer que uma idéia ou determinado posicionamento sobre um assunto relevante pode ser positivo para a equipe e, conseqüentemente, a organização. Essa entrevista é uma ótima oportunidade, para que você, seus pares e amigos repensem na forma de como é importante estar preparado para negociar. Afinal, tanto na vida pessoal quanto profissional o ser humano vive em constante processo de negociação. Boa leitura!

RH.COM.BR - O trabalho em grupo exige determinadas competências. A negociação está entre as principais?
Arlete Zagonal Galperim - Quando nos referimos ao trabalho de grupo a competência mais importante é o relacionamento interpessoal. Ao se relacionar com os demais membros, o profissional estará trocando informações, e o processo de negociação entra neste contexto. Em conversas ou debates sobre qualquer assunto, sem dúvida haverá idéias divergentes e neste momento é muito importante que o profissional esteja preparado para a conversa, que é permeada por negociação. Na medida em que profissionais estejam cada vez mais envolvidos com trabalhos de grupo a negociação é uma das principais competências.

Confira a entrevista completa no portal RH.com.br!
Postar um comentário