Translate this blog

Pesquisar este blog

12.15.2008

Apenas 20% dos executivos cuidam da saúde, aponta levantamento

Fonte: Agência Estado - UOL

Apesar dos riscos para a saúde causados pelo estilo de vida moderna, poucos executivos seguem a orientação médica para se prevenir de doenças. Os dados estão no monitoramento do Centro de Acompanhamento da Saúde e Check-up do Hospital Sírio-Libanês, realizado com 100 executivos homens e mulheres com idade média de 47 anos.

Cerca de 80% deles apresentavam algum tipo de alteração nos exames, mas apenas 20% passaram a cuidar da saúde.

De acordo com a médica Elisabete Fernandes Almeida, de 53 anos, que tem especialização em Educação Médica Continuada pela Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, e é diretora do departamento de Educação Médica para Leigos da Associação Paulista de Medicina, o descuido ocorre mesmo sabendo que os fatores de risco que desencadeiam doenças cardiovasculares podem ser evitados. "A prevenção poderia afastar hipertensão e diabetes, principalmente a do tipo 2, doenças que estão cada vez mais presentes entre as mulheres, como conseqüência do estresse, obesidade e sedentarismo. É muito melhor evitá-las, do que ter de mudar radicalmente o estilo de vida depois que se instalam e se tornam crônicas."

Para a especialista, tanta resistência em investir na prevenção está relacionado ao fato que o brasileiro está viciado nos prazeres imediatos. "Quem está deprimida vai às compras e sente certo alívio. Basta estar estressado, ansioso para pegar um cigarro ou comer. E parar de fumar ou manter uma alimentação saudável e equilibrada não vai proporcionar prazeres na hora ou no dia seguinte." Elisabete ressalta que estes prazeres só aparecerem no futuro, portanto, para quem gosta, não é a mesma coisa. "Então por que se 'sacrificar'? - muitos pensam assim."
Postar um comentário