Translate this blog

Pesquisar este blog

10.16.2008

Cinco toques com... Amanda Pina

O blog [RH em Hospitalidade] vem desenvolvendo um espaço quinzenal de entrevistas. O projeto chama-se “Cinco toques com...”. Serão entrevistas rápidas com pessoas do trade turístico e com profissionais de RH, acerca de seu momento na carreira, as perspectivas do mercado e projetos futuros. Com a palavra, o pessoal um com o pé no mercado, atualizado com o que acontece nos diversos segmentos da Hospitalidade Comercial.

Aristides Faria: Amanda, seja muito bem vinda! Detalhe, pessoal: nossa entrevistada da quinzena é a Moderadora de nossa Comunidade no Orkut. Gostaria que você se apresentasse e comentasse um pouco de sua formação, que é exatamente igual a minha!
I - Amanda Pina: Sim Aristides, com grande prazer! Sou Bacharel em Turismo, pela UNIVALE e atualmente estou me especializando em Gestão de RH em Serviços Turísticos, pelas Faculdades Integradas de Jacarepaguá. Me interesso bastante por pesquisa científica do Turismo e pelas suas interfaces.Também amo lidar com pessoas e suas potencialidades; sendo um dos motivos de me especializar em RH. Sou iniciante no ramo das pesquisas e por isso estou ansiosa e muito comprometida com este projeto do qual devo fazer parte em breve.

Aristides Faria: Show, Amanda! O que te levou a enveredar pela Gestão de Recursos Humanos? Para mim, aconteceu no acaso... eu sempre julguei importante, mas só depois de seguir por essa trilha vi que a gestão profissional de pessoas é fundamental para os diversos segmentos do turismo.
II - Amanda Pina
: Resolvi tomar esse rumo por causa das minhas duas paixões: Turismo e pessoas. Como afirmei, gosto muito de trabalhar com elas (pessoas). E o Turismo me permite isso de várias maneiras. Ao escolher Gestão em RH, eu vi a possibilidade de propor melhorias e qualidade ao Turismo, através do potencial humano que o move.

Aristides Faria: E a questão dos idiomas? Qual nível de importância você dá ao conhecimento de outros idiomas?
III - Amanda Pina: Considero muito importante, uma vez que este conhecimento lhe permite a questão da comunicação e da integração com pessoas que falem outros idiomas, o que positivo, principalmente no caso de profissionais do Turismo. Mas também vejo que não é o essencial. Neste caso, os idiomas servem como complemento de uma boa formação, não como essência.

Aristides Faria
: Nos conhecemos no V Seminário da ANPTUR, sobre o qual publiquei um texto aqui no blog. Comente um pouco de sua publicação no evento! Fique à vontade...
IV - Amanda Pina: Este evento foi muito importante para mim, de maneira especial, pois foi onde apresentei meu primeiro artigo e também onde tive oportunidade de conhecer várias pessoas, que, assim como eu, se interessam em estudar, discutir e compreender o Turismo. Além disso, este seminário proporcionou a reflexão do Turismo de uma forma ampla e atual, reunindo todos os seus segmentos em prol de um mesmo objetivo.

Aristides Faria: Sei que você adora um autor em especial. Conte ao pessoal que é ele! Fale um pouquinho de sua linha pensamento, por favor.
V - Amanda Pina: Sim. Admiro vários autores, mas em especial o Prof°. Alexandre Panosso Netto (foto). Ele, de forma indireta, me inspirou a escrever este artigo, o qual se constituiu a partir do tema do meu Trabalho de Conclusão de Curso. Foi através de uma palestra ministrada por ele sobre Epistemologia do Turismo que eu decidi me empenhar no estudo investigativo deste fenômeno. Formado em Filosofia e posteriormente em Turismo, o Prf° Alexandre propõe uma epistemologia do Turismo, ou seja, o estudo de sua origem, estrutura, métodos e a validade do conhecimento sobre este fenômeno. Desta forma, me senti surpreendida pelos seus argumentos, e aceitei o desafio proposto por ele de se buscar esta epistemologia, através da pesquisa.
Postar um comentário