Translate this blog

Pesquisar este blog

7.07.2008

Postura profissinal: texto de Osni Gomes

Se Cuide. O Mundo Está de Olho em Você!

No mercado de trabalho existem muitas pessoas competentes, com excelentes currículos, proativas, com foco em resultados, bastante atualizadas, mas mesmo com todo este arsenal perdem as melhores oportunidades. Por quê será que isso ocorre?

Uma das razões pode ser que o profissional, e também as organizações, estejam investindo demais em capacitações técnicas e se esquecendo de cuidar da forma como as pessoas se apresentam para o mundo.

É necessário saber se apresentar para outras pessoas, saber conduzir uma conversa dentro de um nível satisfatório de refinamento e cortesia, saber vertir-se de maneira compatível para enfrentar tanto as situações do dia a dia quanto ocasiões especiais, saber a hora de entrar e de sair, etc., uma vez que as empresa e principalmente seus Clientes estão valorizando fortemente as atitudes, a postura, enfim, o comportamento dos profissionais. Esta realidade independe do segmento de mercado, função exercida, idade, tempo de casa, sexo, etc., ou seja, é válida para todos que querem sobreviver no mundo corporativo (e também na vida pessoal, é claro).

Gritar, bater o telefone, usar vocabulário pobre, incomodar quem está ao redor com contantes perguntas e conversas que não contribuem em nada, trajar-se de forma inadequada para o ambiente e momento, são algumas das falhas que podem manchar a imagem de qualquer pessoa. O recomendável é sermos bem educados, corteses, com atitudes positivas e autênticas. Ser uma pessoa entusiasmada, atenciosa, flexível e de muita boa vontade, além de chamar a atenção das outras pessoas, facilita o perdão por parte das mesmas quando da ocorrência de eventuais equívocos e deslizes de nossa parte.

O resultado de tudo o que fazemos depende da maneira como nos relacionamos com outras pessoas, de como nos apresentamos e como elas nos interpretam. As pessoas nos avaliam tanto no aspecto técnico como no comportamental. A entonação de voz, a postura, o modo de sentar, de comer, cumprimentar, tudo reflete a pessoa, tudo é avaliado.

Assim, um simples aperto de mão ou até o modo de tomar um cafezinho, pode dizer muita coisa a nosso respeito. Tudo isso é parte integrante de um conjunto visual/comportamental que passa informações de como nós somos e de quem nós somos.

Os tempos mudaram, a sociedade mudou, o mercado de trabalho mudou, a vida se acelerou, os gestos se tornaram apressados, a competitividade nos faz correr de um lado para o outro, no trabalho e em nossa vida pessoal... Mas a gentileza, a diplomacia, a palavra dita corretamente na hora certa, a polidez no trato para com as pessoas... isso nunca é demais, mesmo porque todo ser humano — tenha ele a posição social que tiver — merece ser respeitado e tratado com dignidade.

Fale com o Autor: Osni Gomes: Consultoria e Treinamento Empresarial. Belo Horizonte (MG): (31) 9767-7325 e osnigomes1@yahoo.com.br.
Postar um comentário