Translate this blog

Pesquisar este blog

7.10.2008

Neuróbica: exercício para neurônios

Exercício para neurônios estimula a criatividade.

Em meu último vôo conheci a publicitária Mônica, de Vila Velha (ES) - lugar maravilhoso com pessoas fantásticas que visitei em maio. Um encontro casual, muito agradável, mas que ainda carece de uma maturação. Fato é que conversamos bastante sobre nossos blogs e compartilhamos boas risadas... Ela estava indo a Cuiabá concorrer a uma premiação dos "Profissionais do Ano", evento promovido pela Rede Globo. Espero que tenha corrido tudo bem!

Bom, o caso é que conversamos sobre o tema desta matéria, ela é canhota e, por acaso, eu carregava uma revista que falava sobre as "habilidades a mais" que este pessoal costuma desenvolver. Tentei explica-la o que eu (muito puco) sabia sobre o assunto... acredito que ela gostará da postagem a seguir. Pessoal e Mônica, boa leitura!

Aeróbica para Neurônios: Neuróbica!

Exercícios para além do bem-estar do corpo. Esta é a proposta de um novo conceito, disseminado no Rio de Janeiro. Conhecida como “Neuróbica”, a proposta é fazer com que homens e mulheres exercitem a mente, estimulem a criatividade e melhorem as relações profissionais e pessoais. Os truques para tais exercícios poderão ser aprendidos no Instituto Brasileiro de Executivos e Finanças, no próximo dia 7, a partir das 15h.

Aos que não sabem bem qual o sentido dos exercícios para os neurônios, a professora Maria Rita Miranda – que dará a aula – explica que o assunto é fácil de ser entendido. Trata-se de uma forma atual de exercitar o cérebro e fazer com que ele crie novos padrões de atividades neurais. “Cerca de 80% do nosso dia-a-dia é ocupado por rotinas que, apesar de terem vantagem de reduzir o esforço intelectual, limita o cérebro”, conta.

Na prática, são necessárias algumas atividades que servem para ajudar a desbloquear certos hábitos cerebrais e movimentar os neurônios. É preciso fazer tudo que contraria a rotina. Escovar os dentes com a mão contrária da de costume pode ser um dos primeiros exercícios. Outra dica é estimular o paladar. “Almoce em locais diferentes. Enriquecer o ambiente sensorial e emocional das refeições alimenta o cérebro”, diz.

O tempo de duração da neuróbica depende do empenho de cada “atleta”. Não existe um tempo pré-determinado para que os resultados apareçam, “mas tem que ter o mínimo de disciplina”. Interessados em ver como a nova técnica funciona podem se inscrever no curso que acontece na Avenida Rio Branco, 156, no Centro do Rio de Janeiro. Informações: (21) 2217-5566.

Por Keila Baraçal. Fonte da imagem!
Postar um comentário