Translate this blog

Pesquisar este blog

6.23.2008

Liderança Compartilhada: Foz do Iguaçu

Olá pessoal!!

Esta semana foi especial. Aconteceu em Sampa o 3º Salão do Turismo - Roteiros do Brasil. Foi incrível!! Networking intenso, muitas palestras interessantes e enriquecedoras e uma atmosfera completamente voltado ao universo do turismo. Mas não vou postar nada sobre o evento agora...

Farei isso lá de Foz do Iguaçu. Estou viajando para lá hoje (23) no começo da tarde. Vou apresentar o tema "Liderança Compartilhada: alinhando as competências da equipe às necessidades da empresa". Trata-se de um texto que elaborei para dar suporte a uma proposta de treinamento in company que está no mercado. rsrsrs Bom, ainda não compraram... mas está aprovada pela Academia. Já é um começo!! rsrsrs!!

Deixo um abraço a todos! Acredito que será uma viagem abençoada!! Vejam só a página do evento: http://www.festivalinternacionalturismo.com/forum.php Tudo indica que será sensacional!!

Estive em Foz há uns seis anos, no Congresso Brasileiro de Turismo de 2002. Foi maravilhoso e emocionante... ainda mais para quem estava no comecinho de carreira! Fomos de carro de Floripa até Foz! Cansativo... Mas para quem vai de ônibus desta vez acho que foi tranquilo!! Saio de Santos (SP) às 13:30 e chego lá às 8:00 da manhã! Credo!!

Aproveito para já deixar a vocês nossa apresentação:


Quem quiser receber o artigo completo, é só solicitar: aristidesfaria@yahoo.com.br. Ou deixe um comentário aqui no blog mesmo!! Terei prazer em compartilhar o material!!

Um forte abraço a todos!!
Aristides Faria

6.19.2008

Acadèmie Accor: sucesso reconhecido

Gostaria de compartilhar mais uma conquista do Grupo Accor no Brasil, sobretudo da Acadèmie Accor América Latina. Trata-se da conquista de prêmio sobre best practices em educação corporativa.

Uma grande corporação se faz de grandes pessoas. Enquanto fiz parte da família, cresci bastante, amadureci profissionalmente, enriqueci enquanto pessoa (iniciei até os estudos da língua francesa! rsrs), mas, antes de tudo, passei a compreender o valor das pessoas para o sucesso nos negócios. Meus parabéns a todos engajados na Acadèmie!

Académie Accor conquista prêmio de educação corporativa

A Académie Accor América Latina, universidade corporativa da rede hoteleira, ganhou a primeira edição do prêmio Melhores Práticas em Educação Corporativa, na categoria Educação Corporativa Institucional.

"A conquista deste prêmio é muito importante para nós. Torna tangíveis as ações desenvolvidas de forma integrada pelas equipes da Académie Accor América Latina e mostra a inovação que promovemos na área da educação institucional", comemora Salvio Cristófaro, diretor de Recursos Humanos da Accor Hospitality na América Latina.

A premiação foi idealizada pela Secretaria de Tecnologia Industrial do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (STI-MDic) em parceria com a Associação Brasileira de Educação Corporativa, com objetivo de destacar os melhores projetos do segmento.

Fonte: Hotelier News!

6.18.2008

Gestão de equipes: planejamento e formação

"Endurance. A lendária expedição de Shackleton à Antártida".

De Caroline Alexander com fotos de Frank Hurley, Editora Companhia das Letras.

Conta a aventura de Sir Ernest Sackleton que no início do século XX planejara cruzar a Antártida a pé. Não chega nem a desembarcar, o navio Endurance acabou preso no gelo e esse mesmo gelo, mais tarde, esmagou o casco da embarcação. Shackleton, então, optou por conduzir sua tripulação, arrastando pelo gelo três pequenas baleeiras que conseguiram salvar até atingir águas não congeladas.

Uma vez de volta ao mar não congelado, navegaram até as Ilhas Elefante, onde acomodaram os tripulantes mais debilitados e rumaram, na baleeira que estava em melhores condições de manutenção, para as Ilhas Geórgia do Sul, onde conseguiram, com a ajuda de baleeiros escandinavos organizar uma expedição de resgate. Essa viagem, entre a ilha Elefante e as ilhas Geórgia do sul e considerada até hoje um dos maiores feitos da navegação.

Foram 490 dias presos no gelo e 23 dias de navegação nas pequenas baleeiras, com velas improvisadas. Quantas baixas? Nenhuma! Shackleton não perdeu um tripulante sequer. Qual o segredo? Planejamento meticuloso, por exemplo a tripulação, dispôs de chá e tabaco praticamente até o fim da aventura. Equipamentos adequados e o principal, uma tripulação eclética e complementar, com experientes marinheiros, robustos pescadores do mar do Norte e cientistas e Frank Hurley, o fotógrafo australiano, que registrou as imagens belíssimas da aventura.Shackleton, formado na marinha mercante e carismático, soube escolher a dedo seus tripulantes. Temperava sua obstinação com uma tremenda adaptabilidade, valorizava a equipe e misturava-se facilmente na tripulação.

O livro ajuda a entender que um bom planejamento não elimina os problemas, mas o planejador prudente certamente terá melhores condições de enfrentar as adversidades.

Fica a dica!!
Fraterno abraço!!
Aristides Faria

Hospitalidade: Acessibilidade: Trabalho

Não costumo veicular vagas aqui no blog. Já tentamos, mas foi verificado que existem vagas fantasiosas, que visam receber currículos para formar cadastros sabe-se lá com quais finalidades... Bom, fato que não é nosso negócio.

Entretanto, torna-se interessante compartilhar oportunidades/iniciativas como a seguinte. Trata-se de um mercado de trabalho em expansão, sobretudo, no meio de Hospitalidade. Aliás, como falar de "hospitalidade", sem o senso de bem-receber, bem-acolher? Vale a reflexão!!

Confiram:

Estamos recrutando 12 intérpretes de LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) para trabalharem em nossos navios, na temporada de 2008/2009. Eles ficarão embarcados (contratação CLT) e à disposição para auxiliarem os passageiros surdos.

Gostaria que vocês divulgassem essas vagas e, tendo alguma indicação, podem passar meu telefone/email para que os interessados me procurem... A ajuda de vocês é importantíssima, pois são vagas diferenciadas e temos um prazo curto para preenchê-las.

REQUISITOS:
Fluência em LIBRAS;
Certificação Pró-Libras (por enquanto, é imprescindível, mas caso algum intérprete não o tenha, peça para me procurar, de qualquer jeito);
Salário: a definir;

Contato: Eneida Lima - Recursos Humanos - CVC (Matriz)
Tel: (11) 2191-8708 ou Fax: (11) 2191.8786

Tenha Excelente Semana:
Palestrante SIPAT
www.amputadosvencedores.com.br
flavio@amputadosvencedores.com.br

6.14.2008

Simpósio Nacional sobre Ética, Política e Educação

Olá pessoal!!

Tive a oportunidade de apresentar o artigo "Educação Ambiental & Política Cicloviária" durante o Simpósio Nacional sobre Ética, Política e Educação (POIETHOS), acontecido entre os dias 11 e 13 últimos, na UNICAMP, em Campinas (SP).

A investigação aborda conceitos da Educação Ambiental (enquanto um grande pano de fundo, sobre cidadania planetária), apresenta o olhar legislativo sobre a temática central (não só sobre o uso da bicicleta, mas vislumbrando mobilidade e acessibilidade no contexto urbano), além de um panorama sobre o que vem sendo executado neste campo em Santos (SP). No fundo, a pesquisa trata de gestão de pessoas e o acesso delas ao espaço público, coletivo... algo próximo à Gestão da Qualidade de Vida...

Confiram a apresentação:

6.13.2008

Rio: projeto monitores de turismo cultural

Monitores de Turismo Cultural

Temos o Prazer de convidá-lo(a) a participar da Aula Inaugural do projeto: Monitores de Turismo Cultural da Zona Portuária do Rio de Janeiro, no dia 14 de junho próximo, as 11h, no Centro Cultural José Bonifácio: Rua Pedro Ernesto, 80 – Gamboa, Zona Portuária do Rio de Janeiro.

O projeto visa à capacitação de 30 jovens na faixa etária de 15 a 20 anos, residentes na região da Zona Portuária do Rio de Janeiro, nas áreas de Cultura, Turismo e Arquitetura Urbana. [RH]

O curso focará a estrutura organizacional da região; na área técnica desenvolver-se-á trabalho de turismo cultural, cujas ações serão realizadas pelos monitores, inclusive, sensibilizando os turistas sobre a importância cultural da região.

Com isto, a presente proposta, além de contribuir para a preservação do Patrimônio Histórico, apresenta alternativa de geração de renda para os jovens das comunidades do entorno. Ao termino da aula inaugural, degustaremos um delicioso Bobó de Camarão.

6.04.2008

VII Encontro de Bacharéis e Estudantes de Turismo de Mato Grosso


Pessoal, gostaria de deixar aqui algumas impressões acerca do VII EBET... O evento foi incrível, penso ter sido perfeito. Certamente houveram problemas, mas foram muito rapidamente resolvidos. A UNEMAT e a ABBTUR MT estão de parabéns!! Foi muito bacana. Nossa oficina transcorreu bem. Vamos pontuar alguns pontos específicos:

Chegada/partida: perdi meu vôo na quinta-feira por conta de acidente na Av. 23 de maio. Foi algo além do normal, cinco horas de trânsito parado. Mas, tudo resolvido (a certo custo, é verdade). Acabei perdendo o traslado Cuiabá/Cáceres e dormindo em Cuiabá. Me hospedei no hotel Diplomata. Simples, mas muito aconchegante e hospitaleiro. Na manhã seguinte, segui para Cáceres com o professor Daniel e as professoras Rejane (motorista) e Silvana. Super parceiros... dormiram todos 250 quilômetros!! rsrsrs!!

Oficina 5: nossa oficina tinha cerca de 20 participantes. Muitos em início de graduação, alguns bacharéis e mais outros em fase final. O foco do curso foi o de promover o pensamento estratégico no desenvolvimento de atividades recreativas. Foi realizado um nivelamento teórico-acadêmico no primeiro dia e no segundo uma leitura pontual da NIH-54/2004, que são os Requisitos Mínimos de Sustentabilidade (normas para certificação de turismo sustentável) e um exercício prático de formatação de um produto (atividade recreativa que atenda a norma e que seja competiva, viável de acontecer no Pantanal Norte). Tirando que uma galera saiu à noite e não apareceu no segundo dia... foi tudo tranquilo!! rsrsrsrsrs Acredito ter alcançado os objetivos. Talvez pudéssemos ter focado o nome da oficina só em educação ambiental, para excluir a impressão de gincana, recreação em hotelaria seria interessante... Bom, aprendizado...

Organização: tanto os professores envolvidos, como os alunos engajados na gestão do evento estão de parabéns!! Fomos muito bem recebidos e atendidos em todas nossas demandas!!

Festa: super bacana! Momento de dar uma relaxada depois de ter a atividade cumprida. Foram muitos alunos e alguns professores para a casa noturna Absinto! Foi muito bacana!!

Palestras: as conferências principais foram incríveis! Prof. Cristiano Lopes (SENAC MG); Profª. Drª. Luzia Neide Menezes Teixeira Coriolano (UECE); Prof. Dr. Luiz Rosa (UFMT); Tânia Omena - Presidente da ABBTUR NACIONAL. Só fera, grandes temas! Mais pontos para a Organização!

A região é demais! Visitem o Mato Grosso! Conheçam Cáceres! Vale a Pena!

Benchmark: ambientalista do ano

Participo do Grupo GEAI, relacionado a Educação e Gestão Ambiental... acabei de receber a sguinte notícia relativa a um de nossos colegas e gostaria de compartilhar aqui no blog!! Meus parabéns ao Ambientalista do Ano, Sr. Mário Vinícius de Oliveira!! Fica o exemplo!!

Mário Vinícius de Oliveira receberá na sexta-feira (6), às 20h, em sessão solene da Câmara de Vereadores de Franca, o título de “Ambientalista do Ano”. O evento está embasado no projeto de lei nº 71/2008, de autoria do Vereador Rui Engrácia Garcia Caluz, promulgado pelo prefeito Sidney Franco da Rocha que institui o dia 5 de junho como o “Dia do Ambientalista”.

O professor Vinícius, como é conhecido pelo colegiado, foi escolhido pelo COMDEMA, Conselho Municipal de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente. “O nome do professor Vinícius está associado às questões ambientais há muitos anos. Seus projetos e sua luta na consciência e valorização do planeta não deixam dúvidas em relação a essa indicação”, disse Rui Engrácia.

Vinícius é francano, tem 52 anos, ao longo de 18 anos tem ministrado aulas de Educação Ambiental no Colégio Alto Padrão Objetivo, mas começou a discutir as questões do meio ambiente na década de 70, “quando ninguém falava sobre isso”, ressalta o professor.

Ecodecorday, Acantonamento e Ecosol são nomes de alguns dos projetos que o professor criou e colocou em prática com a direção e alunos do Colégio Alto Padrão. Quando perguntado sobre qual mensagem deixaria para a Semana do Meio Ambiente, o professor foi simples, porém enfático: “O planeta não é nosso, nós o pegamos emprestado das futuras gerações, portanto, temos que cuidar e devolvê-lo em perfeitas condições”.

Fonte: UNIFRAN

Oportunidades de qualificação: ABRH SC

Pós-graduação em Gestão de Recursos Humanos - VI Turma & Pós-graduação em Psicologia Organizacional e do Trabalho - III Turma (aula em 06 de junho).

Você gostaria de fazer uma pós-graduação?

Solicite-nos o programa completa da pós-graduação que interessar. Enviaremos o cronograma de datas, ementas e demais informações.
Caso seja possível sua inscrição, entre em contato conosco para saber dos procedimentos.

Venha até a ABRH Regional Florianópolis ou até a Faculdade Estácio de Sá/SC para efetivar a sua matrícula. É uma oportunidade para realizar a sua inscrição e entrega de documentos. Estamos efetivamente trabalhando as últimas vagas.

Antecipe sua especialização, ganhe tempo!

Agradeçemos desde já da sua confirmação.

Atenciosamente,

Att, Malu Tavares
Assessoria de cursos e Treinamento
ABRH Regional Florianópolis
Fones: (48) 3288-0052/ 8405-8561
malutavares@abrhflorianopolis.com.br
Atendimento On Line: malu.abrh@hotmail.com


Horários: encontros quinzenais, com aulas na sexta-feira das 18:50h às 22:30 e no sábado das 08:00h às 12:00h e das 13:20h às 17:00h a cada quinze dias, 360 horas/aula - 15 meses de aula presencial mais 03 meses de monografia (com professor orientador, sem apresentação em banca).
www.abrhnacional.org.br
-------------------------------------------------------------------------------------
CONARH 2008 - Congresso Nacional sobre Gestão de Pessoas é o maior e mais importante congresso brasileiro deste setor.
Realizado anualmente, o evento reúne organizações e profissionais interessados em se aprofundar num dos temas mais ricos, complexos e desafiantes da atualidade: a Gestão de Pessoas. 19 a 22 de agosto de 2008 - Transamerica Expo Center - SP
http://www.conarh.com.br/
--------------------------------------------------------------------------------

Palestra com J.W. Marriott Jr.

Palestra proferida pelo filho do fundador da rede hoteleira Marriott:

Esta é verdadeiramente a Era dos Serviços.

A transição de uma economia baseada na produção para uma economia baseada no serviço é uma das tendências mais importantes da vida americana, e certamente do mundo empresarial moderno. Aqueles de nós que estão encarregados de liderar empresas de prestação de serviços detêm uma responsabilidade especial em relação a nossos clientes, nossos funcionários, nossos acionistas. A necessidade e a oportunidade de alcançar níveis de excelência no que fazemos nunca foram tão grandes.

No entanto, há um grande desafio em atingir e manter o padrão de qualidade que nossos clientes desejam e esperam de nós. Nunca foi fácil, e não se tornará mais fácil.

Meu pai J. W. Marriott, dizia com freqüência "O sucesso nunca é definitivo". Ele acreditava que era mais difícil manter-se no topo do que chegar lá. Devemos ter expectativas muito mais elevadas de nossas organizações e ajudar as pessoas a cumpri-las. E, como líderes devemos viver esse espírito a todo instante.

Em muitos aspectos da vida americana, a idéia de serviço, ou seja, de prestação de um serviço, é tida como algo que diminui, ou tem status reduzido. Muitos executivos e administradores encaram os funcionários de prestação de serviços como pouco importantes e substituíveis. Mas, na realidade, o pessoal de serviço é dos mais importantes da organização. Sem esse pessoal, não haveria produto, venda ou lucro.

Na verdade, ele é o produto. A prestação de serviço é, e deve ser, uma vocação nobre.

Todos nós precisamos nos dedicar novamente, todos os dias, a dar aos funcionários de prestação de serviços a liderança, o apoio e o reconhecimento de que precisam para cuidar dos clientes e sentir que o que estão fazendo vale a pena. Precisamos fazer tudo que seja possível para que nossas organizações, nossos sistemas, métodos e políticas auxiliem as pessoas que atendem os clientes. E isto vale especialmente para os próprios administradores. Á todo momento, digo aos administradores da Marriott Corporation: "Cuidem dos funcionários e eles cuidarão dos clientes".

J.W. Marriott Jr.

RH em Hospitalidade: programação de junho


Olá pessoal!!

Gostaria de pontuar a programação desta semana e fazer um comentário sobre as duas postagens anteriores.

Amanhã vou embarcar para o Estado do Mato Grosso. Vou ministrar uma oficina chamada "Lazer em Hospitalidade: meio para educação ambiental" dentro do VII Encontro de Bacharéis e Estudantes de Turismo do Mato Grosso (já divulgado aqui). O evento acontecerá na cidade/portal de Cáceres, às margens do Rio Paraguay. Estou super feliz e um pouco ansioso!! Torçam!! rsrsrs Serão 8 horas/aula. Na volta lanço a apresentação no blog.

Fico lá até domingo. Na quarta-feira vou a Campinas realizar uma apresentação no I Simpósio Nacional sobre Política, Ética e Educação, evento realizado pela UNICAMP. Desta vez, apresentarei um estudo chamado "Educação Ambiental: política cicloviária e uso compartilhado do espaço". Na volta lanço a apresentação. Vai ser incível, certamente. Só fera!!

Bom, nisso já estaremos na segunda quinzena do mês... Então, as atualizações serão mais lentas neste período. OK?! Por uma causa justa!!

Agora, sobre as novas embaixadoras. "Ei, páre o mundo! Eu quero descer!" Tudo bem, a Mônica é bacana, fez parte da nossa infância e tal... Mas, por quê a Mônica? Por que não fazem uma enquete envolvendo diversos setores do Turismo? Mesmo que uma enquete fantasia... mas uma campanha que aproximasse o Ministério do mercado! Uma campanha entre universidades... sei lá! Algo que fortalecesse o Turismo, seus profissionais e que convergisse com o Programa de Regionalização do Turismo! E outra... os caras lançam a Mônica no vácuo da Hello Kity! Benchmark sim, mas com Criatividade zero! Isso para o RH é o fim! hihihihihi!!

Pensei em um lance em que cada cada personagem da Turma da Mônica representasse uma região. Quem sabe a Mônica (líder) fosse a Guia de Turismo!! Bacana, hein?! Tipo, com carteirinha e crachá da EMBRATUR! Pow, profissionalismo! Os outros poderiam ser certificados pelo IH! Interessante... mandem suas propostas!!

Grande abraço!!
Aristides Faria

Turismo brasileiro com padrão japonês!


Hello Kitty é nomeada embaixadora do turismo japonês

Ícone da cultura pop japonesa, Hello Kitty foi nomeada embaixadora do turismo daquele país na China e em Hong Kong, nesta segunda-feira. Com a nomeação, o governo espera atingir os fãs da personagem para aumentar o fluxo de turistas estrangeiros para o Japão.

No ano passado, o Japão teve um número recorde de turistas estrangeiros --8,35 milhões. O recorde representa um aumento de 60% no número de estrangeiros que visitavam o país em 2003, quando começou o programa Visite o Japão. O objetivo final do programa é atrair 10 milhões de estrangeiros por ano.

No ano passado, os turistas oriundos da China e de Hong Kong representaram 16,5% do total de estrangeiros que visitaram o país. O maior grupo é o dos sul-coreanos.

Em uma coletiva de imprensa, Shintaro Tsuji, presidente da empresa criadora da Hello Kitty, a Sanrio Co., disse que a nomeação da gatinha como embaixadora do turismo japonês foi "uma honra" e que ela vai "trabalhar muito para atrair o máximo de visitantes".

Criada em 1974, a Hello Kitty é, hoje, uma das marcas mais famosas do mundo, com 50 mil produtos em 60 países. Outros ícones do turismo daquele país envolvem o cantor coreano Younha, a atriz japonesa Yoshino Kimura e a dupla de pop/rock japonesa Puffy AmiYumi.

Em março passado, o ministro de Negócios Exteriores do Japão, Masahiko Koumura, nomeou o gato-robô Doraemon como embaixador do anime. Os animes são desenhos animados em estilo japonês.

Foto: Koji Sasahara/AP
Fonte: Folha Online

Benchmark Japão: criatividade zero!


Marta nomeia a personagem Mônica embaixadora do turismo

Personagem de quadrinhos criada pelo escritor Maurício de Sousa vai ajudar a promover o turismo no País.

Em solenidade nesta terça-feira, 3, a ministra Marta Suplicy nomeou a personagem de quadrinhos Mônica a nova embaixadora do turismo brasileiro. Participaram do evento a presidente do Instituto Brasileiro do Turismo (Embratur), Jeanine Pires e o escritor Maurício de Sousa, criador da personagem. Na platéia, 80 crianças de escolas públicas de Planaltina, cidade satélite do Distrito Federal.

"É uma responsabilidade muito grande para a Mônica, pois ela vai levar a imagem do Brasil para dentro e fora do País", destacou a ministra Marta Suplicy. "As crianças dos outros países vão querer conhecer o Brasil, terra da Mônica, e com isso nós vamos aumentar o turismo dentro do País. Isso é bom porque o turismo gera emprego e emprego gera renda", destacou a ministra.

"Eu quero lançar livrinhos com a Turma da Mônica visitando as várias regiões do Brasil para provocar o turismo interno, estimular as pessoas a conhecerem o país", afirmou Maurício de Sousa.

A escolha de uma personagem nacional, identificada com o público infantil, é mais uma ação do MTur para estimular o turismo brasileiro. Dentro da estratégia do Plano Nacional de Turismo, será mais um instrumento para incentivar a inclusão do turismo na cesta de consumo dos brasileiros e tornar o País mais conhecido no exterior. Na promoção nacional e internacional, a Turma da Mônica poderá ser apresentada quando o objetivo for atingir o público infanto-juvenil.

Mônica e sua turma são conhecidos pelo público brasileiro infantil e adulto, por meio das revistas com tiragem mensal de dois milhões de exemplares, dos filmes lançados anualmente, do site, dos brinquedos e jogos, vídeos, das campanhas educativas nas diversas mídias e dos inúmeros produtos licenciados.

Foto: Dida Sampaio/AE
Fonte: Estadão.com.br

6.02.2008

Dinâmica: teste de observação

Pessoal, este vídeo é bem ilustrativo. Não acredito que possa ser tido como uma avaliação, mas penso ser capaz de ilustrar a importância de observarmos melhor as situações na empresa. Trata-se de um teste de observação. É bem bacaninha!!

Em certa ocasião, presenciei o furto de um notebook na recepção do hotel. Eu estava de frente às mesas do lobby bar, mas atendendo no front desk. O casal de hóspedes saiu de sua mesa e foi até o balcão do bar, que fica bem ao lado. Eles devem ter dado 5 ou 6 passos. No tempo de ir e voltar, levaram o computador! Eu estava próximo e tinham outros colegas no local, mas os caras são demais! Infelizmente... No fim das contas, encontraram a pasta sem o PC numa estrada próxima ao hotel.



Valeu, moçada!! Um forte abraço e ótima semana!!
Aristides Faria

Gestão de carreiras

Chegar ao topo
Por Rodrigo Campos

A abordagem clássica sobre carreira nos ensina a planejar, focar e organizar nossas ações em benefício de determinados objetivos. O caminho para o sucesso é descrito como uma escalada. Tal qual o alpinista, o profissional deve definir sua meta, estudar, planejar, equipar e executar seu plano rumo ao topo.

Vamos tomar como exemplo a escalada do Monte Everest. As dificuldades são sabidamente enormes e os erros podem ser fatais. Muitos desistem, outros ficam pelo caminho, os poucos que alcançam o topo lá ficam por pouquíssimo tempo, há aqueles que padecem ao deixá-lo e ainda há quem volte a visitá-lo.

Desde 1921, várias tentativas de chegada ao topo do Everest foram feitas. Até o final de 2001, 1491 pessoas conseguiram 172 não retornaram. Em 1924, George Mallory e Andrew Irvine, britânicos, fizeram uma tentativa da qual jamais retornaram. Não se sabe se atingiram o pico e morreram na descida, ou se não chegaram até ele, já que o corpo de Mallory, encontrado em 1999, estava com objetos pessoais, mas sem a foto da esposa, que ele prometera deixar no pico.

A primeira ascensão foi feita pela expedição anglo-neozelandesa em 1953, dirigida por John Hunt. Em 1975, Junko Tabei tornou-se a primeira mulher a alcançar o topo do Everest. A primeira ascensão sem oxigênio foi feita por Reinhold Messner e Peter Habeler em 1978. Em 1980, Reinhold Messner efetua a primeira ascensão solitária. Em 2001 Erik Weihenmayer foi o primeiro alpinista cego a atingir o topo [casca grossa, hein?!].

O Monte Everest continuará no seu lugar sempre disponível para receber novos alpinistas. Não é o Everest quem desafia o alpinista, é o alpinista que se sente desafiado por ele. O que fazer depois de alcançar o topo e como lidar com a impossibilidade de conseguir fazê-lo? Se bem sucedida, até que ponto essa conquista nos nutri? Se mal sucedida, até que ponto o insucesso nos afeta?

Nossa sociedade tem como característica o laço social vertical, onde buscamos o ponto de referência “acima” de nós. Mas, será que não há sucesso ao nosso lado?

Apesar de gostar de escalar, admirar e buscar inspiração na coragem dos alpinistas, vejo que para alguns o topo não é o lugar a ser alcançado, e para esses o sucesso pode estar em outros lugares, até mesmo em planícies.

Sucesso é chegar onde desejamos ou mesmo decidir seguir para outro lugar.